Buscar
 
No importa si te gustan Urbanas, Ruteras o de Montaña.
Todos tenemos algo que compartir en este Blog. Te invitamos a participar escribiendo y comentando rutas, experiencias, contingencia, noticias o lo que quieras dentro del mundo de las bicicletas.

Recuerda que para escribir debes estar registrado en ChileBikes.

21/02/2012
Ciclovia en Maipú  
   
 

La verdad es que quiero hacer un tipo de allegation o como sea, porque hace tiempo que estoy andando en bicicleta aca en la comuna de Maipú. Debo decir que la ciclovia que empieza desde calle maipu y que va por pajaritos es mas que un asco...postes de luz, árboles,hoyos, es poco para todo lo mal de la ciclovia. Ya deje un mensaje al alcalde y espero juntar mas personas que como yo hacemos uso de estas ciclovias para mejorarla de algun modo, por ultimo hacernos escuchar y que sepan que si nos interesa esa horrible y algun dia mejorada ciclovia.

Eso queria rescatar,alegar y desahogarme!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Espero que nos movilicemos y no solo con la de maipu sino con todas las que estan en mal estado.

 
 
   
Posteado por mcornejodesign
Compartir en Twitter
Compartir en Facebook Compartir Aviso
 
 
comentó:
bom, freqc3bcento Matinhos desde o tempo em que o rio Matinhos desembocava aonde hoje c3a9 o mrceado de peixes, ou seja, nos anos 60 qdo os pescadores traziam tubarc3b5es(cac3a7c3b5es) enormes em suas canoas, com mais de 200 kgs cada, martelo, mangona e outros, e robalc3b5es tbc3a9m temos casa lc3a1 isso acabou a dc3a9cadas como tbc3a9m o sossc3aago, fora de temporada c3a9 tranquilo, mas em feriadc3b5es e temporada c3a9 um verdadeiro inferno, baderna, tudo caro, transito cac3b3tico, desorganizac3a7c3a3o, superpopulac3a7c3a3o, assaltos, som super alto, falta de respeito e tudo o que pessoas mal educadas podem proporcionar..ou seja, quem quer sossc3aago se afaste .atc3a9 porque nosso litoral c3a9 muito curto e nc3a3o hc3a1 opc3a7c3b5es de sossc3aago, todas as praias viram um caos, tbc3a9m pq Matinhos c3a9 a praia mais perto de Curitiba, ou seja, a primeira que se chega saudades de qdo nc3a3o existiam todos aqueles prc3a9dios no caminho para Caiobc3a1, qdo o esgoto que os rios carregam para o mar eram nada, de qdo as praias ainda eram longe da calc3a7ada e a extensc3a3o de areia era enorme, de qdo ainda havia a c3a1rea de restinga que a especulac3a7c3a3o imobilic3a1ria arrasou, construiu casas, dac3ad o mar avanc3a7ou e arrebentou tudo, ali ao lado das pedras bem no inicio do calc3a7adc3a3o qu evai a Caiobc3a1 havia entre o mar e a rua um campo de futebol suic3a7o atc3a9 meados dos anos 90 .pura grama, o mar acabou com tudo e jc3a1 faz tempo que ele chega atc3a9 a beira da rua e estc3a1 tudo destriuc3addo ainda, sem contar o descaso de prefeitos e governos medc3adocres que atravc3a9s dos anos nc3a3o fazem nada para conter o avanc3a7o do mar hc3a1 um projeto para recuperar toda a orla prometido hc3a1 quatro anos e nada acontece, fizeram a maior propaganda, dinheiro do PAC liberado, promessas de ter comec3a7ado hc3a1 trc3aas anos e atc3a9 agora nada, e o prefeito atual vive dando entrevista tentando explicar o inexplicc3a1val, e o povo matinhense aceita hoje qdo a marc3a9 enche tem lugares que nc3a3o dc3a1 para f
comentó:
bom, freqc3bcento Matinhos desde o tempo em que o rio Matinhos desembocava aonde hoje c3a9 o mrceado de peixes, ou seja, nos anos 60 qdo os pescadores traziam tubarc3b5es(cac3a7c3b5es) enormes em suas canoas, com mais de 200 kgs cada, martelo, mangona e outros, e robalc3b5es tbc3a9m temos casa lc3a1 isso acabou a dc3a9cadas como tbc3a9m o sossc3aago, fora de temporada c3a9 tranquilo, mas em feriadc3b5es e temporada c3a9 um verdadeiro inferno, baderna, tudo caro, transito cac3b3tico, desorganizac3a7c3a3o, superpopulac3a7c3a3o, assaltos, som super alto, falta de respeito e tudo o que pessoas mal educadas podem proporcionar..ou seja, quem quer sossc3aago se afaste .atc3a9 porque nosso litoral c3a9 muito curto e nc3a3o hc3a1 opc3a7c3b5es de sossc3aago, todas as praias viram um caos, tbc3a9m pq Matinhos c3a9 a praia mais perto de Curitiba, ou seja, a primeira que se chega saudades de qdo nc3a3o existiam todos aqueles prc3a9dios no caminho para Caiobc3a1, qdo o esgoto que os rios carregam para o mar eram nada, de qdo as praias ainda eram longe da calc3a7ada e a extensc3a3o de areia era enorme, de qdo ainda havia a c3a1rea de restinga que a especulac3a7c3a3o imobilic3a1ria arrasou, construiu casas, dac3ad o mar avanc3a7ou e arrebentou tudo, ali ao lado das pedras bem no inicio do calc3a7adc3a3o qu evai a Caiobc3a1 havia entre o mar e a rua um campo de futebol suic3a7o atc3a9 meados dos anos 90 .pura grama, o mar acabou com tudo e jc3a1 faz tempo que ele chega atc3a9 a beira da rua e estc3a1 tudo destriuc3addo ainda, sem contar o descaso de prefeitos e governos medc3adocres que atravc3a9s dos anos nc3a3o fazem nada para conter o avanc3a7o do mar hc3a1 um projeto para recuperar toda a orla prometido hc3a1 quatro anos e nada acontece, fizeram a maior propaganda, dinheiro do PAC liberado, promessas de ter comec3a7ado hc3a1 trc3aas anos e atc3a9 agora nada, e o prefeito atual vive dando entrevista tentando explicar o inexplicc3a1val, e o povo matinhense aceita hoje qdo a marc3a9 enche tem lugares que nc3a3o dc3a1 para f
comentó:
bom, freqc3bcento Matinhos desde o tempo em que o rio Matinhos desembocava aonde hoje c3a9 o mrceado de peixes, ou seja, nos anos 60 qdo os pescadores traziam tubarc3b5es(cac3a7c3b5es) enormes em suas canoas, com mais de 200 kgs cada, martelo, mangona e outros, e robalc3b5es tbc3a9m temos casa lc3a1 isso acabou a dc3a9cadas como tbc3a9m o sossc3aago, fora de temporada c3a9 tranquilo, mas em feriadc3b5es e temporada c3a9 um verdadeiro inferno, baderna, tudo caro, transito cac3b3tico, desorganizac3a7c3a3o, superpopulac3a7c3a3o, assaltos, som super alto, falta de respeito e tudo o que pessoas mal educadas podem proporcionar..ou seja, quem quer sossc3aago se afaste .atc3a9 porque nosso litoral c3a9 muito curto e nc3a3o hc3a1 opc3a7c3b5es de sossc3aago, todas as praias viram um caos, tbc3a9m pq Matinhos c3a9 a praia mais perto de Curitiba, ou seja, a primeira que se chega saudades de qdo nc3a3o existiam todos aqueles prc3a9dios no caminho para Caiobc3a1, qdo o esgoto que os rios carregam para o mar eram nada, de qdo as praias ainda eram longe da calc3a7ada e a extensc3a3o de areia era enorme, de qdo ainda havia a c3a1rea de restinga que a especulac3a7c3a3o imobilic3a1ria arrasou, construiu casas, dac3ad o mar avanc3a7ou e arrebentou tudo, ali ao lado das pedras bem no inicio do calc3a7adc3a3o qu evai a Caiobc3a1 havia entre o mar e a rua um campo de futebol suic3a7o atc3a9 meados dos anos 90 .pura grama, o mar acabou com tudo e jc3a1 faz tempo que ele chega atc3a9 a beira da rua e estc3a1 tudo destriuc3addo ainda, sem contar o descaso de prefeitos e governos medc3adocres que atravc3a9s dos anos nc3a3o fazem nada para conter o avanc3a7o do mar hc3a1 um projeto para recuperar toda a orla prometido hc3a1 quatro anos e nada acontece, fizeram a maior propaganda, dinheiro do PAC liberado, promessas de ter comec3a7ado hc3a1 trc3aas anos e atc3a9 agora nada, e o prefeito atual vive dando entrevista tentando explicar o inexplicc3a1val, e o povo matinhense aceita hoje qdo a marc3a9 enche tem lugares que nc3a3o dc3a1 para f
comentó:
bom, freqc3bcento Matinhos desde o tempo em que o rio Matinhos desembocava aonde hoje c3a9 o mrceado de peixes, ou seja, nos anos 60 qdo os pescadores traziam tubarc3b5es(cac3a7c3b5es) enormes em suas canoas, com mais de 200 kgs cada, martelo, mangona e outros, e robalc3b5es tbc3a9m temos casa lc3a1 isso acabou a dc3a9cadas como tbc3a9m o sossc3aago, fora de temporada c3a9 tranquilo, mas em feriadc3b5es e temporada c3a9 um verdadeiro inferno, baderna, tudo caro, transito cac3b3tico, desorganizac3a7c3a3o, superpopulac3a7c3a3o, assaltos, som super alto, falta de respeito e tudo o que pessoas mal educadas podem proporcionar..ou seja, quem quer sossc3aago se afaste .atc3a9 porque nosso litoral c3a9 muito curto e nc3a3o hc3a1 opc3a7c3b5es de sossc3aago, todas as praias viram um caos, tbc3a9m pq Matinhos c3a9 a praia mais perto de Curitiba, ou seja, a primeira que se chega saudades de qdo nc3a3o existiam todos aqueles prc3a9dios no caminho para Caiobc3a1, qdo o esgoto que os rios carregam para o mar eram nada, de qdo as praias ainda eram longe da calc3a7ada e a extensc3a3o de areia era enorme, de qdo ainda havia a c3a1rea de restinga que a especulac3a7c3a3o imobilic3a1ria arrasou, construiu casas, dac3ad o mar avanc3a7ou e arrebentou tudo, ali ao lado das pedras bem no inicio do calc3a7adc3a3o qu evai a Caiobc3a1 havia entre o mar e a rua um campo de futebol suic3a7o atc3a9 meados dos anos 90 .pura grama, o mar acabou com tudo e jc3a1 faz tempo que ele chega atc3a9 a beira da rua e estc3a1 tudo destriuc3addo ainda, sem contar o descaso de prefeitos e governos medc3adocres que atravc3a9s dos anos nc3a3o fazem nada para conter o avanc3a7o do mar hc3a1 um projeto para recuperar toda a orla prometido hc3a1 quatro anos e nada acontece, fizeram a maior propaganda, dinheiro do PAC liberado, promessas de ter comec3a7ado hc3a1 trc3aas anos e atc3a9 agora nada, e o prefeito atual vive dando entrevista tentando explicar o inexplicc3a1val, e o povo matinhense aceita hoje qdo a marc3a9 enche tem lugares que nc3a3o dc3a1 para f
comentó:
bom, freqc3bcento Matinhos desde o tempo em que o rio Matinhos desembocava aonde hoje c3a9 o mrceado de peixes, ou seja, nos anos 60 qdo os pescadores traziam tubarc3b5es(cac3a7c3b5es) enormes em suas canoas, com mais de 200 kgs cada, martelo, mangona e outros, e robalc3b5es tbc3a9m temos casa lc3a1 isso acabou a dc3a9cadas como tbc3a9m o sossc3aago, fora de temporada c3a9 tranquilo, mas em feriadc3b5es e temporada c3a9 um verdadeiro inferno, baderna, tudo caro, transito cac3b3tico, desorganizac3a7c3a3o, superpopulac3a7c3a3o, assaltos, som super alto, falta de respeito e tudo o que pessoas mal educadas podem proporcionar..ou seja, quem quer sossc3aago se afaste .atc3a9 porque nosso litoral c3a9 muito curto e nc3a3o hc3a1 opc3a7c3b5es de sossc3aago, todas as praias viram um caos, tbc3a9m pq Matinhos c3a9 a praia mais perto de Curitiba, ou seja, a primeira que se chega saudades de qdo nc3a3o existiam todos aqueles prc3a9dios no caminho para Caiobc3a1, qdo o esgoto que os rios carregam para o mar eram nada, de qdo as praias ainda eram longe da calc3a7ada e a extensc3a3o de areia era enorme, de qdo ainda havia a c3a1rea de restinga que a especulac3a7c3a3o imobilic3a1ria arrasou, construiu casas, dac3ad o mar avanc3a7ou e arrebentou tudo, ali ao lado das pedras bem no inicio do calc3a7adc3a3o qu evai a Caiobc3a1 havia entre o mar e a rua um campo de futebol suic3a7o atc3a9 meados dos anos 90 .pura grama, o mar acabou com tudo e jc3a1 faz tempo que ele chega atc3a9 a beira da rua e estc3a1 tudo destriuc3addo ainda, sem contar o descaso de prefeitos e governos medc3adocres que atravc3a9s dos anos nc3a3o fazem nada para conter o avanc3a7o do mar hc3a1 um projeto para recuperar toda a orla prometido hc3a1 quatro anos e nada acontece, fizeram a maior propaganda, dinheiro do PAC liberado, promessas de ter comec3a7ado hc3a1 trc3aas anos e atc3a9 agora nada, e o prefeito atual vive dando entrevista tentando explicar o inexplicc3a1val, e o povo matinhense aceita hoje qdo a marc3a9 enche tem lugares que nc3a3o dc3a1 para f
comentó:
bom, freqc3bcento Matinhos desde o tempo em que o rio Matinhos desembocava aonde hoje c3a9 o mrceado de peixes, ou seja, nos anos 60 qdo os pescadores traziam tubarc3b5es(cac3a7c3b5es) enormes em suas canoas, com mais de 200 kgs cada, martelo, mangona e outros, e robalc3b5es tbc3a9m temos casa lc3a1 isso acabou a dc3a9cadas como tbc3a9m o sossc3aago, fora de temporada c3a9 tranquilo, mas em feriadc3b5es e temporada c3a9 um verdadeiro inferno, baderna, tudo caro, transito cac3b3tico, desorganizac3a7c3a3o, superpopulac3a7c3a3o, assaltos, som super alto, falta de respeito e tudo o que pessoas mal educadas podem proporcionar..ou seja, quem quer sossc3aago se afaste .atc3a9 porque nosso litoral c3a9 muito curto e nc3a3o hc3a1 opc3a7c3b5es de sossc3aago, todas as praias viram um caos, tbc3a9m pq Matinhos c3a9 a praia mais perto de Curitiba, ou seja, a primeira que se chega saudades de qdo nc3a3o existiam todos aqueles prc3a9dios no caminho para Caiobc3a1, qdo o esgoto que os rios carregam para o mar eram nada, de qdo as praias ainda eram longe da calc3a7ada e a extensc3a3o de areia era enorme, de qdo ainda havia a c3a1rea de restinga que a especulac3a7c3a3o imobilic3a1ria arrasou, construiu casas, dac3ad o mar avanc3a7ou e arrebentou tudo, ali ao lado das pedras bem no inicio do calc3a7adc3a3o qu evai a Caiobc3a1 havia entre o mar e a rua um campo de futebol suic3a7o atc3a9 meados dos anos 90 .pura grama, o mar acabou com tudo e jc3a1 faz tempo que ele chega atc3a9 a beira da rua e estc3a1 tudo destriuc3addo ainda, sem contar o descaso de prefeitos e governos medc3adocres que atravc3a9s dos anos nc3a3o fazem nada para conter o avanc3a7o do mar hc3a1 um projeto para recuperar toda a orla prometido hc3a1 quatro anos e nada acontece, fizeram a maior propaganda, dinheiro do PAC liberado, promessas de ter comec3a7ado hc3a1 trc3aas anos e atc3a9 agora nada, e o prefeito atual vive dando entrevista tentando explicar o inexplicc3a1val, e o povo matinhense aceita hoje qdo a marc3a9 enche tem lugares que nc3a3o dc3a1 para f
comentó:
bom, freqc3bcento Matinhos desde o tempo em que o rio Matinhos desembocava aonde hoje c3a9 o mrceado de peixes, ou seja, nos anos 60 qdo os pescadores traziam tubarc3b5es(cac3a7c3b5es) enormes em suas canoas, com mais de 200 kgs cada, martelo, mangona e outros, e robalc3b5es tbc3a9m temos casa lc3a1 isso acabou a dc3a9cadas como tbc3a9m o sossc3aago, fora de temporada c3a9 tranquilo, mas em feriadc3b5es e temporada c3a9 um verdadeiro inferno, baderna, tudo caro, transito cac3b3tico, desorganizac3a7c3a3o, superpopulac3a7c3a3o, assaltos, som super alto, falta de respeito e tudo o que pessoas mal educadas podem proporcionar..ou seja, quem quer sossc3aago se afaste .atc3a9 porque nosso litoral c3a9 muito curto e nc3a3o hc3a1 opc3a7c3b5es de sossc3aago, todas as praias viram um caos, tbc3a9m pq Matinhos c3a9 a praia mais perto de Curitiba, ou seja, a primeira que se chega saudades de qdo nc3a3o existiam todos aqueles prc3a9dios no caminho para Caiobc3a1, qdo o esgoto que os rios carregam para o mar eram nada, de qdo as praias ainda eram longe da calc3a7ada e a extensc3a3o de areia era enorme, de qdo ainda havia a c3a1rea de restinga que a especulac3a7c3a3o imobilic3a1ria arrasou, construiu casas, dac3ad o mar avanc3a7ou e arrebentou tudo, ali ao lado das pedras bem no inicio do calc3a7adc3a3o qu evai a Caiobc3a1 havia entre o mar e a rua um campo de futebol suic3a7o atc3a9 meados dos anos 90 .pura grama, o mar acabou com tudo e jc3a1 faz tempo que ele chega atc3a9 a beira da rua e estc3a1 tudo destriuc3addo ainda, sem contar o descaso de prefeitos e governos medc3adocres que atravc3a9s dos anos nc3a3o fazem nada para conter o avanc3a7o do mar hc3a1 um projeto para recuperar toda a orla prometido hc3a1 quatro anos e nada acontece, fizeram a maior propaganda, dinheiro do PAC liberado, promessas de ter comec3a7ado hc3a1 trc3aas anos e atc3a9 agora nada, e o prefeito atual vive dando entrevista tentando explicar o inexplicc3a1val, e o povo matinhense aceita hoje qdo a marc3a9 enche tem lugares que nc3a3o dc3a1 para f
comentó:

La verdad es que la ciclovía es un espanto. Nosotros la probamos tiempo atrás, y publicamos el blog "Chiste o Ciclovía". 

Ahora, hay comunas en las cuales no existen ciclovías, por lo tanto, hay que ir de a poco concentrando las fuerzas y armándose como comunidad para reclamar a las autoridades lo que nos corresponde como usuarios de las ciudades.

Saludos Cordiales

comentó:

La verdad es que la ciclovía es un espanto. Nosotros la probamos tiempo atrás, y publicamos el blog "Chiste o Ciclovía". 

Ahora, hay comunas en las cuales no existen ciclovías, por lo tanto, hay que ir de a poco concentrando las fuerzas y armándose como comunidad para reclamar a las autoridades lo que nos corresponde como usuarios de las ciudades.

Saludos Cordiales

comentó:

La verdad es que la ciclovía es un espanto. Nosotros la probamos tiempo atrás, y publicamos el blog "Chiste o Ciclovía". 

Ahora, hay comunas en las cuales no existen ciclovías, por lo tanto, hay que ir de a poco concentrando las fuerzas y armándose como comunidad para reclamar a las autoridades lo que nos corresponde como usuarios de las ciudades.

Saludos Cordiales

comentó:

La verdad es que la ciclovía es un espanto. Nosotros la probamos tiempo atrás, y publicamos el blog "Chiste o Ciclovía". 

Ahora, hay comunas en las cuales no existen ciclovías, por lo tanto, hay que ir de a poco concentrando las fuerzas y armándose como comunidad para reclamar a las autoridades lo que nos corresponde como usuarios de las ciudades.

Saludos Cordiales

comentó:

La verdad es que la ciclovía es un espanto. Nosotros la probamos tiempo atrás, y publicamos el blog "Chiste o Ciclovía". 

Ahora, hay comunas en las cuales no existen ciclovías, por lo tanto, hay que ir de a poco concentrando las fuerzas y armándose como comunidad para reclamar a las autoridades lo que nos corresponde como usuarios de las ciudades.

Saludos Cordiales

comentó:

La verdad es que la ciclovía es un espanto. Nosotros la probamos tiempo atrás, y publicamos el blog "Chiste o Ciclovía". 

Ahora, hay comunas en las cuales no existen ciclovías, por lo tanto, hay que ir de a poco concentrando las fuerzas y armándose como comunidad para reclamar a las autoridades lo que nos corresponde como usuarios de las ciudades.

Saludos Cordiales

comentó:

La verdad es que la ciclovía es un espanto. Nosotros la probamos tiempo atrás, y publicamos el blog "Chiste o Ciclovía". 

Ahora, hay comunas en las cuales no existen ciclovías, por lo tanto, hay que ir de a poco concentrando las fuerzas y armándose como comunidad para reclamar a las autoridades lo que nos corresponde como usuarios de las ciudades.

Saludos Cordiales

   
Evalúanos
enero 2017 (4)
octubre 2016 (1)
septiembre 2016 (2)
agosto 2016 (1)
marzo 2016 (1)
febrero 2016 (3)
diciembre 2015 (1)
noviembre 2015 (1)
junio 2015 (1)
mayo 2015 (1)
abril 2015 (2)
marzo 2015 (1)
noviembre 2014 (3)
septiembre 2014 (1)
agosto 2014 (2)
julio 2014 (1)
junio 2014 (1)
mayo 2014 (3)
abril 2014 (5)
marzo 2014 (3)
febrero 2014 (2)
enero 2014 (4)
diciembre 2013 (1)
noviembre 2013 (2)
agosto 2013 (3)
julio 2013 (2)
junio 2013 (3)
mayo 2013 (1)
abril 2013 (4)
marzo 2013 (4)
febrero 2013 (3)
enero 2013 (3)
diciembre 2012 (2)
noviembre 2012 (1)
octubre 2012 (1)
septiembre 2012 (3)
agosto 2012 (1)
junio 2012 (3)
mayo 2012 (1)
abril 2012 (4)
marzo 2012 (3)
febrero 2012 (2)
enero 2012 (2)
diciembre 2011 (3)
noviembre 2011 (1)
septiembre 2011 (4)
agosto 2011 (4)
julio 2011 (5)